Notícias
Quarta-Feira, 25 de abril de 2018, às 16h:04min.
Acipa recebe o candidato ao governo, Carlos Amastha, em debate empresarial

O já candidato ao governo do Estado para as eleições suplementares, Carlos Amastha, se encontrou com o empresários de Palmas em mais um debate empresarial promovido na noite desta terça-feira, 24, pela Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa). Com o tema Uma Nova Matriz Energética para uma Nova Economia, e com mediação do diretor de Educação Corporativa da Acipa, Alan Bitar, a abertura do debate foi feita pelo presidente da entidade, Fabiano do Vale.
 
Fabiano agradeceu a presença de todos e reforçou as demandas do empresariado perante o candidato. Amastha começou falando sobre os resultados dos projetos aplicados em Palmas durante a sua gestão, como o "Palmas Solar", que consiste no incentivo fiscal para empresários adquirirem placas de energia solar para as suas empresas e, assim, reduzir sua conta de energia em até 90%. O candidato reforçou a ideia do projeto, caso seja eleito. Na gestão municipal, o uso das placas fotovoltaicas gera ainda desconto no IPTU. 
 
Um dos pontos também abordados por Amastha foi a reformulação do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado e a sinalização é de que o secretário da pasta será indicação dos empresários.  Segundo Amastha, ter a frente da pasta um empresário garante um bom funcionamento da gestão, já que "o empresário é quem sabe dos sofrimentos da categoria e o que precisa ser ajustado."
 
O diretor da Acipa e professor, Elvio Quirino, usou o espaço para questionar o candidato sobre a exclusão do ICMS complementar, que segundo ele é um tributo pesado para o pequeno empresário. Em resposta, Amastha apontou que seu plano de governo pretende gerar um "movimento de recuperação da economia e soltar as amarras do empresariado" e, para isso, afirmou que o imposto deixará de existir.
 
O presidente Fabiano do Vale ainda questionou o candidato sobre o andamento da saúde no Estado. Ao perguntar sobre os encaminhamentos que o candidato daria a área da saúde, Fabiano relembrou a situação que se encontra o Hospital Geral de Palmas. Para Amastha, os problemas do HGP são oriundos de uma má gestão. "Não é falta de dinheiro, é falta de gestão. O hospital já foi referência e pode voltar a ser". O candidato ao palácio também falou, ao longo de duas horas, sobre suas propostas para as áreas do turismo, agronegócio, gestão da máquina pública e respondeu às demais perguntas feitas pelos presentes.
 
O presidente Fabiano do Vale avaliou o debate como positivo, principalmente levando em consideração a proximidade das eleições suplementares. "Nós saímos felizes hoje daqui porque, assim como nos outros debates, nós conseguimos apresentar as demandas da classe empresarial para quem pode futuramente governar o Estado", completou.
Últimas Notícias